E a luta (pelo Simples)… continua

As micros e pequenas empresas são as responsáveis por 84% da mão de obra de nosso país, representando juntas 27% do produto interno bruto (PIB). Os dados demonstram a importância de incentivarmos o empreendedorismo na MPE. No entanto, como estas empresas podem continuar a investir em sua atividade e se tonar mais competitivas e produtivas, gerando mais emprego e renda?

Para que as empresas mantenham-se competitivas nos dias de hoje, faz-se necessária muita atenção nos clientes, investimento em capacitação e atualização.

A diminuição e a simplificação da carga tributária são indispensáveis para que os empresários possam investir em melhorias, e é aí que o Simples pode nos ajudar, e muito.

A Ajorpeme vem lutando incansavelmente pela otimização do Simples. Articulamos fortemente as alterações na lei 147/2014 para a inclusão de novos segmentos, o que realmente aconteceu. Hoje o acesso ao regime simplificado foi universalizado, incluindo diversos serviços que antes não poderiam optar pelo Simples Nacional, dentre os quais destacamos: serviços de advocacia, medicina, publicidade.

Também estivemos presentes no lançamento do Bem Mais Simples e participamos nas caravanas da Simplificação em Florianópolis, Joinville, Caxias e Curitiba.

No entanto, isso não é suficiente e a luta continua. Não podemos esmorecer perante as dificuldades.

Agora nossos focos são o aumento do teto do Simples e sua correção anual automática, bem como a redução do número de faixas e a tributação diferenciada apenas para aqueles valores que ultrapassarem o limite legal.

A tabela atual do Simples está defasada, não refletindo a realidade do mercado nacional, fazendo com que muitos empreendedores diminuam, no final do exercício fiscal, seu ritmo produtivo para que não seja ultrapassado o limite de R$ 3.600.000,00  atualmente estabelecido e vigente desde 2012.

Uma forma para a correção desta situação é a criação de um “gatilho automático” que, anualmente, corrija tais valores.

Continuaremos a participar ativamente no Fórum Nacional das Micros e Pequenas Empresa e fazer o que for necessário para facilitar a vida das MPEs e auxiliá-las na retomada do crescimento.

Na próxima segunda-feira (22 de junho), o nosso Ministro das micro e pequenas empresas, Guilherme Afif Domingos, estará em Florianópolis para discutir o Supersimples. Esperamos resultados práticos desse encontro e continuaremos juntos nessa luta.

Juntos somos mais fortes!

03/06/2015