Empreendedorismo feminino

As mulheres estão cada vez mais ganhando espaço em diversas áreas, a economia é uma delas. O empreendedorismo feminino está crescendo dia após dia. As mulheres têm aumentado sua representatividade e inovado nas formas de trabalho.

Mais do que abrir uma empresa e lucrar com ela, é importante entender o  empreendedorismo feminino como um importante instrumentos de transformação social, não sendo apenas uma variação do empreendedorismo tradicional. É um movimento importante para dar força e visibilidade a outras questões relacionadas ao universo feminino.

Mas se engana quem acredita que o empreendedorismo feminino é uma tarefa fácil. O primeiro obstáculo é a falta de oportunidades. Em um cenário comandado maioritariamente por homens, as mulheres, por muitas vezes, se sentem inseguras e menos capazes no ambiente de negócios. Isso porque, os homens ainda não enxergam o potencial feminino nos negócios, diante de uma força cultural muito comum no nosso país e no mundo.

A gente sabe que o mercado de trabalho ainda é muito diferente para homens e mulheres, principalmente em cargos de liderança e gerência. O cenário está mudando, mas isso ainda levará muito tempo, o país levará 100 anos para igualar salário de homem e mulher.

Todas elas juntas num só ser

Alguns estudos hoje já mostram que as mulheres, quando empreendem, além do lucro, fazem isso para terem satisfação pessoal e, principalmente, para que possam trazer algo de bom para o mundo.

Elas também costumam investir prioritariamente na educação da sua família, sendo o melhor investimento a longo prazo para um mundo melhor. Ainda há a questão do tempo, por que além de ser empreendedoras, precisam conciliar ao seu dia, a administração da casa, dos filhos e de si mesma, assim como já enalteceu Lenine, todas elas juntas num só ser.

Sucesso e bons negócios.