A importância do voluntariado no desenvolvimento profissional

Cada vez mais profissionais buscam o trabalho voluntário para desenvolver novas competências ou despertar novas habilidades para sua carreira profissional.

Realizar atividades sociais vinculadas a sua área, gratuitamente, simplesmente pelo prazer e vontade de ajudar, tem um poder transformador, e, se a empresa tem a cultura do voluntariado corporativo, você acaba sendo mais valorizado.

Lenir Nunes, sócia-proprietária da LN Consulting, destaca que o fato do profissional desenvolver atitudes voluntárias ao bem comum, nada mais é que uma transferência de valores, onde o indivíduo compartilha momentos e vivências/experiências doando do seu tempo em troca de algo intangível. “Para isso não é preciso um planejamento minucioso e detalhista, mas iniciativa e disponibilidade. Pense em suas atividades da semana. Será que você não pode dedicar uns minutinhos ao para fazer um trabalho voluntário?”, diz.

Quem já participou de uma campanha do agasalho ou de arrecadação de alimentos, ou até mesmo levando brinquedos para crianças na época natalina, sabe do pouco tempo de dedicação a que Lenir se refere.

Mas as oportunidades não param por ai, seja na associação do bairro, condomínio, entidade filantrópica, contanto histórias para crianças, cegos, enfim as formas de ajudar o próximo são tantas que devemos mais do que nunca, identificar onde temos mais afinidade, arregaçar as mangas, receber sorrisos e crescer como pessoa.

Importante fazer perceber que participar desempenhando qualquer atividade neste meio, estamos promovendo o associativismo, empatia, desenvolvimento interpessoal, espírito de equipe, capacidade organizadora e a própria capacidade de liderar, habilidades estas, que são essenciais e que devem estar presentes no bom profissional.

“Podemos observar também que as pessoas que desenvolvem uma atividade voluntária, sentem -se mais felizes, realizadas, de bem consigo mesmas, pois descobrem riquezas imensuráveis e gratificantes que dão mais sentido à vida, (pesquisas mostram que os voluntários têm duas vezes mais chances de se sentirem felizes do que aqueles que não se dedicam a nada)”, ressalta Lenir.

O trabalho voluntário toma um bom tempo e energia. Por isso, a recomendação é só assumir um compromisso desse tipo se você realmente pretende cumpri-lo.

O Instituto Ajorpeme forma anualmente inúmeros voluntários que podem, por meio do voluntariado, ajudar o próximo e descobrir novas habilidades para sua própria carreira.

Interessado em ser voluntário? Entre em contato com o Instituto Ajorpeme e seja um voluntário. Esta experiência vai enriquecer sua carreira e, principalmente, sua vida.