Modelo Canvas para Advogados

É fato que os advogados foram preparados pela grande maioria das universidades para serem excelentes operadores do Direito. Entretanto, muitos que optaram pelo desafio de abrirem seu próprio escritório, se sentem despreparados para administrá-los. O advogado precisa estar preparado para administrar e tornar o seu escritório competitivo no mercado jurídico, que se já encontra saturado em algumas regiões do país.

Felizmente hoje, o plano de negócios tradicional e trabalhoso deu lugar a novas e inovadoras ferramentas para a criação de plano de negócios e uma dessas ferramentas é o Business Model Canvas, criado por Alexander Osterwalde, em 2009.

Indicada para organizações de todos os portes, a ferramenta Business Model Canvas (BMC) tem por função permitir que empreendedores e estrategistas definam o modelo de negócios da empresa de uma forma simples e visual.
Levando em consideração este contexto, o canvas pode ser muito útil para os advogados empreendedores. Eles precisam ter claras todas as características do negócio que se pretende montar, ainda que não se trate de uma empresa. O canvas lhe ajudará a ter uma visão geral do seu escritório, de seus recursos e gastos, bem como a viabilidade de seu funcionamento. É, portanto, o início para aqueles que querem ter um escritório competitivo e de sucesso.

O Business Model Canvas tem a seguinte estrutura:
– Segmentos de Clientes;
– Proposta de Valor;
– Canais;
– Relacionamento com Clientes;
–  Fontes de Receita;
– Recursos Principais;
– Atividades-Chave;
– Parcerias Principais;
– Estrutura de Custos.

No campo Segmento de Clientes, você deve inserir quais os clientes que pretende atender (público-alvo). Essa informação é obtida em conjunto com o tipo de especialidade que o seu escritório pretende oferecer e deve ser bem delimitada para que você possa focar os seus esforços em trazer um bom atendimento ao seu público-alvo.
Exemplos de Segmento de Clientes são “startups”, “aposentados”, “consumidores insatisfeitos”, “micro e pequenas empresas”, “Grandes corporações”, etc.

Relação com Clientes
Neste campo deve-se expor como será levada a sua Proposta de Valor ao seu Segmento de Clientes: como você irá lidar com a sua base de clientes para lhes trazer/fazer perceber a sua Proposta de Valor?
Para se comunicar com o seu cliente você pode oferecer serviços de relatórios mensais acerca do andamento de casos, um sistema informatizado de acompanhamento processual, newsletters, atendimento por whatsapp e celular, e muito mais.

Canais de Distribuição
O canal de distribuição lhe ajudará a alcançar seus clientes e levá-los até a sua Proposta de Valor. Você pode utilizar como canais de distribuição palestras acerca de um assunto que o seu segmento de clientes tenha interesse, a publicação de artigos relacionados em redes sociais ou entidades de classe, um blog jurídico que tenha relevância ao seu público e a participação em fóruns jurídicos em que potenciais clientes frequentem.

Principais Parceiros
Os parceiros são outras empresas ou escritórios que podem contribuir para o crescimento do seu negócio, como por exemplo escritórios correspondentes ou então escritórios de outras áreas de atuação que via indicação podem se complementar.

Atividades Principais
As Atividades Principais compreendem as atividades que precisam ser desempenhadas pelo seu escritório para que a sua Proposta de Valor seja entregue ao seu Segmento de Clientes.

Recursos
Quais são os recursos necessários para que seja possível entregar a Proposta de Valor aos clientes? Precisamos de advogados com especialização em contratos? Estagiários que façam de forma confiável a atualização de andamento processual de nossos clientes?

Estrutura de Custos
Quais os principais custos que o escritório terá? Aluguel, funcionários, custos com materiais, software, etc.

Fonte de Receitas
Um dos pontos mais importantes: quais serão as fontes de receita do escritório? Quais serão as formas de cobrança praticadas? Por caso, sucesso, hora trabalhada? Como garantir o recebimento dos honorários sem grandes surpresas e assegurando o fluxo de caixa mensal necessário?

Após a conclusão desse processo, o advogado terá mais conhecimento do mercado e do seu público alvo. Ele poderá avaliar as propostas de negócio ou áreas de atuação para desenvolver o melhor plano que irá assegurar o sucesso do seu negócio.

De maneira geral, os advogados são mais cautelosos e tem receio de tomarem a “decisão errada”. No mundo dos negócios, o objetivo principal é desenvolver e implementar as melhores práticas.
Portanto, se o advogado pesquisar e estruturando bem o seu negócio, as chances de algo dar errado são mínimas.