Parte 2: Saúde mental

Como vimos na primeira parte do dossiê, ações voltadas para a promoção da qualidade de vida dos funcionários trazem benefícios para os negócios. Porém, quando falamos em saúde, não é apenas do aspecto físico que devemos cuidar, a saúde mental também precisa de atenção. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os casos de depressão aumentaram quase 20% na última década, transformando a doença na maior causa de incapacidade do mundo.

A coordenadora do curso de psicologia da Univille, Marciane Cleuri Pereira Santos, explica que transtornos mentais como depressão, ansiedade e síndrome de burnout provocam mudanças comportamentais: “Além de causar o afastamento do trabalho, afetam a produtividade dos trabalhadores. Os sintomas e tratamentos também podem influenciar no relacionamento interpessoal”.

Saúde mentalUm ambiente competitivo pode desencadear ou intensificar esses transtornos. De acordo com dados da Secretaria da Previdência do Ministério da Fazenda, a depressão e o estresse ocupacional estão entre as cinco principais causas de afastamento do trabalho no Brasil. Para Marciane, é possível prevenir as doenças mentais no ambiente de trabalho. “Há modelos de Programas de Qualidade de Vida premiados pela Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), com monitoramento de indicadores de saúde que possibilitam o acompanhamento dos riscos de doenças físicas e mentais, permitindo traçar ações de prevenção ou reabilitação”, conta.

A psicóloga orienta gestores e empresas a terem clareza em suas políticas de gestão de pessoas sobre como são tratadas as situações de adoecimento: “Isso se faz necessário para que o funcionário sinta-se também confortável para falar e buscar tratamentos. Uma política transparente e difundida é um excelente passo para minimizar o sofrimento”.

Dentre as ações que podem ser realizadas para promover a saúde mental, Marciane cita o gerenciamento de estresse, gerenciamento de tempo, programas de auxílio e orientação à gestante, grupos de controle ao tabagismo e álcool, grupos de preparação para a aposentadoria, orientação de orçamento doméstico, programa de acolhimento psicossocial, orientações nutricionais, orientações para atividade física, ginástica laboral e envolvimento em ações de responsabilidade social.

Saúde mental no trabalho

Transtornos mentais podem  afetar a produtividade da equipe. Se você é gestor, ofereça um serviço de acolhimento para seus funcionários. Deixe-os confortáveis para falar sobre os problemas que enfrentam. Abaixo, listamos as principais doenças e suas características. Confira!

Saúde mental

Depressão

Principais sintomas: Alteração de peso, distúrbio de sono, problemas psicomotores, fadiga ou perda de energia constante, dificuldade de concentração, ideias suicidas, baixa autoestima e alteração da libido.

Ansiedade

Principais sintomas: Inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular, falta de ar, taquicardia, aumento da pressão arterial, sudorese excessiva, alteração nos hábitos intestinais e dores musculares.

Síndrome de Burnout

Principais sintomas: Sensação de esgotamento físico e emocional, isolamento, mudanças bruscas de humor, irritabilidade, dificuldade de concentração, lapsos de memória, ansiedade, depressão, baixa autoestima e insônia.