Plenária debateu sobre alteração no Programa Minha Casa Minha Vida

[LoginRadius_Share]

Com auditório lotado, a plenária de maio realizada no dia 25 de maio pelos Núcleos de Engenharia e Imobiliário da Ajorpeme, debateu sobre alteração no Programa do governo federal Minha Casa Minha Vida e os impactos nas micros e pequenas empresas.

O palestrante e membro do grupo de estudos com a Caixa Econômica em Brasília, Julcimar Taylor Sevegnani destacou as mudanças nos pré-requisitos mínimos estabelecidos pela Caixa Econômica Federal e Ministério das Cidades, que impactam diretamente nas empresas envolvidas e nos potenciais clientes.

Entenda as novas regras do Minha Casa Minha Vida aqui.

Segundo o presidente do núcleo de Engenharia, Francisco Hackbarth, o Programa Minha Casa Minha Vida atende uma faixa bastante grande da população, com uma demanda bastante alta. Apesar da crise, as pessoas continuam casando e precisando de uma casa para morar. Hoje, uma fatia bastante grande do mercado se aproveita do programa MCMV: desde profissionais da área de engenharia, como materiais de construção, mão de obra (eletricistas, encanadores, empreiteiros, etc). Uma grande parte destes envolvidos, são micro e pequenos empresários, e uma alteração neste programa, afeta toda esta cadeia. “Vimos pela grande procura, pela lotação da plenária, e pelo feedback dos participantes após o evento, como é importante o assunto, e quantas empresas e profissionais serão impactados por mudanças que venham a acontecer”, fala.

Sevegnani fechou a palestra destacando que os novos rumos vão trazer uma melhoria contínua nos processos, treinamento empresarial e de equipes e, possibilidade de crescimento em parcerias.

[LoginRadius_Share]